Animeexpo: cadê isso no Brasil?


às 01:52


Está rolando nos states um dos maiores eventos de anime / mangá do mundo fora do Japão: o Animeexpo começou dia 1º de julho lá em Los Angeles e termina hoje, dia 4.

Eu nunca fui =/. Mas pelo que captei nos vídeos espalhados pelo Youtube, o Animeexpo pode ser descrito assim: Imaginem o AnimeFriends com tudo que ele tem sendo realizado em um espaço de eventos decente, como um Expo Center Norte ou o Centro de Exposições Imigrantes (SP). Façam ele ocorrer 24h por dia. Coloquem cosplayers com mais grana. Coloquem stands com MUITA coisa realmente bacana e bem produzida. Coloquem um concurso de idols. E pensem em apresentações de artistas top do jpop (ou nem tanto).

Só para você ter uma ideia, cliquem e olhem abaixo a lista de convidados japoneses (Os nomes em vermelho levam ou pra vídeo deles no evento, ou pra alguma info):

    Saki Aibu: Atriz. Ela já fez váários doramas. Water Boys (como Atsumi Hayakawa, que pretendia ser uma atleta de nado sincronizado e acaba ensinando o Shindo e a turma. Momento fanboy ON). Zettai Kareshi. Tenchijin. MR. BRAIN. Buzzer Beat.

    Masahiro Usui: Ator. Participa de Engine Sentai Go-onger.

    AKB48: O grupo que mais atende os sonhos dos otakus com nariz sangrando. No link, algumas delas tentando falar inglês com o público. E aqui elas sendo recepcionadas pelo público no carpete vermelho. O mais legal é que as pessoas conseguem reconhecer quase todas elas huah.

    BENI: OK. Talvez ela não seja tão top, mas ela é uma das cantoras em ascensão hoje em dia no Japão. A ligação que achei dela com o mundo anime / manga: Tema final de Eyeshield 21.

    SOPHIA: Banda de rock formada em 1994. Creio que sua ligação com os animes se dá por terem tocado o segundo encerramento de Kaleido Star.

    MELL: Cantora de vários temas de anime (Black Lagoon, Hayate the Combat Butler).

    May'n: Cantora. Ela ainda está batalhando para virar mainstream, por isso seu nick (May Nakabayashi / May'n.stream). Ela dubla as canções da personagem Sheryl Nome, de Macross Frontier.

    RSP: Banda japonesa de R&B e Hip Hop. Duas cantoras e quatro dançarinos. Eles também cantam um dos encerramentos de Bleach mais legais de todas, Kansha. Aqui um live delas.

    ***

    Manga / Anime producers:

    Rei Hiroe: autora, sendo seu trabalho mais recente o Black Lagoon (que é bem interessante).

    Toshihiro Kawamoto: Co-fundador do estúdio Bones, que já animou Cowboy Bebop: Knockin' on Heaven's Door, Wolf's Rain e tudo Fullmetal Alchemist.

    Shinichi Watanabe: diretor de animes como Lupin III: Da Capo of Love: Fujiko's Unlucky Days, Tenchi Muyo! GX e Excel Saga (no qual até aparece). Ele cantando seu tema aqui.

    Kenji Kamiyama: diretor de Blood: The Last Vampire e Ghost in the Shell, entre outros.

    Satoru Nakamura: diretor de animação, já participou de projetos como Monster e Pokemon.

    Tomohiko Ishii: assistente de produção dos longas O castelo Animado e A Viagem de Chihiro.

    ***

    Seiyuus:

    Yuu Asakawa (Jibaku-kun, Love Hina, Fate/Stay Night, Azumanga Daioh). Katsuyuki Konishi (Yakitate!! Japan, Bleach, One Piece). Megumi Nakajima (Ela é daquelas seiyuus com uma vasta carreira musical. Meu, visitem a página dela na wikipedia. Pelo nível de edição e conteúdo, ela deve ter muitos fãs ou uma agência bem dedicada. Fez dublagem, entre outros em Fairy Tail e Macross Frontier). Yui Horie (Idem. Participou de D.Gray-man, Love Hina entre dezenas de outros). Eri Kitamura (Last Exile, Blood+). Masakazu Morita (BECK, Bleach, Saint Seiya: Hades Chapter). Minami Kuribayashi (Ela canta Tsubasa wa Pleasure Line, o opening de Chrono Crusade. Preciso dizer mais nada né? Momento fanboy 2.)

    E provavelmente estou deixando algum escapar.

UPDATE: Review no Arama do painel da BENI (#Fail)

UPDATE2: É só falar mal que vc sempre quebra a cara! Huah. A Minami Kuribayashi vem pro Brasil!!!! . OK. Não é um AKB48. Mas ia ser legal ó! huah. Agora fiquei tentado de ir só pra ver Tsubasa wa Pleasure Line ao vivo. Só falta ser tipo o Koji Wada... Brave Heart baladinha não foi legal =/

Agora, assistam a alguns vídeos do evento:

http://www.youtube.com/watch?v=Mbzd4Y9g__w (bem editado e com legendas de local \o/) Dia 1
http://www.youtube.com/watch?v=AmhlQknGv90 (bem editado e com legendas de local \o/) Dia 2
http://www.youtube.com/watch?v=ZgzyvlLTMYE (com comentários)
http://www.youtube.com/watch?v=KFGcG2EW91c (com comentários)
http://www.youtube.com/watch?v=HLFq3iQ1dl0 (bem editado)
http://www.youtube.com/watch?v=NPxpiWESBSE (banda Makenai)
http://www.youtube.com/watch?v=hujav9Lsx7E (andada pelo pavilhão de exposição)
http://www.youtube.com/watch?v=5_tsinFj9iQ (ninja game, alguém me explica?)
http://www.youtube.com/watch?v=bVSIowKyynY (dança random)
http://www.youtube.com/watch?v=LtA7YkfoXN8 (manga, essa coisa do demo)
http://www.youtube.com/watch?v=6rWpiklKXV4 (PedoBear >.<)
http://www.youtube.com/watch?v=CyW8RbbkNAw ("Transformer")
http://www.youtube.com/watch?v=jBQC6DVORyY ("Sponsors AMV")
http://www.youtube.com/watch?v=UyoiaE4LMG0 (Balada Otaku)
http://www.youtube.com/watch?v=18g24Ae1iYk (Portal's "Still Alive" coral)


O Danny Choo, que também é convidado do evento, tirou umas ótimas fotos, como estas aqui embaixo. Meu, sempre visitem o site dele. Vale muito a pena. Vejam outras fotos aqui, aqui e aqui.




Se vocês quiserem ler alguns pensamentos sobre o porque de eventos desse naipe não acontecerem aqui no Brasil, cliquem aqui.

    Agora vem a questão: porque não conseguimos um evento desse porte aqui no Brasil? A discussão pode ser imensa, mas tudo esbarra num simples fator: grana.

    Primeiro. O ingresso para quatro dias do evento varia de 50 a 75 dólares, dependendo da época em que você compra. Não convertam a moeda. Pensem que assim como eles pagam, eles ganham em dólar. Fora esses 75, cada evento principal (concertos e concurso cosplay) custa de 15 a 20 dólares.

    Para quem vai um dia só a entrada fica entre 35 e 45 dólares e o ingresso para os eventos entre 30 e 35 dólares.

    O evento em si tem uma loja com roupas personalizadas. Fora os stands e patrocinadores.

    Em 2009, cerca de 44 mil pessoas passaram por lá. Façam os cálculos.

    Mas não sei o quanto disso entra lucro. Tudo bem, tem os custos do evento em si, organização, profissionais técnicos e tudo mais. Os staffs são voluntários, em sua maioria, assim como no Brasil.

    Mas acho que o que sai caro é mesmo o trabalho que é tirar esses artistas do Japão e fazê-los viajar até seu país. Porque não é só o artista. Tem toda a sua equipe técnica e quiçá dançarinos. Dar passagem, hospedagem e comida para toda essa gente sai muito caro. Tem o transporte do equipamento também. Além da contratação de técnicos competentes para dar suporte à equipe do artista.

    Um dia alguém me disse que entrou em contato com os produtores de uma banda de rock top japonesa. Eles disseram que até topavam vir para cá sem cobrar cachê, já que eles curtiam o país e tal e entendiam que aqui a grana é mais curta. Mas faziam questão de toda a equipe técnica e instrumentos virem junto. O custo total dessa jornada? Algo em torno de 300 mil reais.

    Agora, no Brasil os ingressos giram em torno de 15 a 60 reais. E eu não acredito nas estatísticas de que o evento reúne 120 mil pessoas. Se fossem vendidos 120 mil ingressos a 15 reais cada, a Yamato teria 1,8 milhão de renda bruta.

    Fora isso, tem a questão do interesse das gravadoras em enviar artistas para o Brasil. Ao contrário dos EUA, eles não enxergam aqui um mercado em potencial, financeiramente falando.

    Enfim. O texto ficou gigante. E as críticas já estão maiores do que a parte legal da notícia, que é o evento em si. Parece ser bem legal, as pessoas parecem se divertir, e muita coisa bizarra e fucking awesome acontece.

    Só fica aqui minha torcida para que os eventos aqui no Brasil deixem de ser apenas locais para se encontrar amigos que moram longe, e sim tornem-se atrativos por si só. Que façam os otakus das antigas voltarem. E que virem algo tão legal que eu possa falar para meus amigos que não gostam de anime/mangá: vamos lá?

Compartilhe: 
1
Comentários
4 de julho de 2010 13:49

Bizarro e tosquinho esse ninja game... Indo um de cada vez, o objetivo eh acertar o braco das outras pessoas, em uma tentativa. Aparentemente pode dar pulos mas somente movimentos retilineos de braco. Qdo alguem tem os dois bracos acertados, ele sai da brincadeira.
E no final fica aquela bizarrice de dois manequins brigando XD

\
Comente

ARQUIVO DE IMAGENS
Zionn / De.Pinque designed by ZENVERSE | Converted by Blogger Template Place | Collaboration One-4-All